Grupo 2 - 14/6/07

Ascending Air 19

Pata Branca percebe que Kitiara ficou pensativa. Os outros acordam, e Kitiara diz que precisa dormir porque dormiu mal. Maze pergunta se ela teve maus sonhos, mas ela não responde nada. Kitiara diz que é melhor eles irem andando senão eles não chegam. Eles levantam acampamento e seguem viagem.

No caminho Kitiara conta que está mal porque teve um sonho muito tétrico. Pata Branca fica compadecido, e Kitiara diz que só está preocupada se ele tiver alguma conseqüência para eles. Maze pergunta o que exatamente ela sonhou, e ela explica. Para Schwarzschild, o sonho pode ter sido só um pesadelo.

Kitiara fica receosa com o encontro com o Touro do Norte. Schwarzschild pergunta a ela se é prudente eles contarem a ele tudo o que sabem. Kitiara diz que se o casamento der certo eles vão precisar de toda a ajuda que puderem ter. Maze diz que eles não podem fazer muito contra isso diretamente, e que devem se concentrar em recuperar o bom grado do Sol Inconquistável, porque talvez ele possa ajudar. Schwarzschild tem a impressão de que nem o próprio Sol teria como evitar o que está acontecendo.

Maze pergunta se o Touro do Norte não esteja planejando atacá-los. Schwarzschild diz que se ele quisesse matá-los ele já o teria feito, mas que ele pode estar guiando-os para uma armadilha. Ele recomend calma a Maze quando ele for conversar com Yurgen. Kitiara acrescenta que ele vai precisar ter cautela principalmente pelo fato de Samea ter visto que ela é uma DB.

Maze pergunta o que eles exatamente querem com Yurgen. Kitiara explica que eles têm que esclarecer os eventos de Paragon e Schwarzschild diz que eles têm que falar sobre a deathlord que está atrás deles para que eles capturem um eventual abissal que sair dali, para ser libertado. Eles continuam viagem, e Pata Branca fica escutando sem se envolver muito. Eles percebem que Pata Branca está bem à vontade, mas Kitiara está com frio.

O dia passa normalmente. Maze está comendo, e percebe que seu sanduíche está tentando mordê-lo. Kitiara e Helmholtz vêem um vulto meio longe. Eles o apontam para os outros. Maze continua brigando com seu sanduíche. Pata Branca vê um mamute. Schwarzschild vê o vulto no limiar do alcance da visão. Ele está acompanhando o grupo, seguindo ao lado deles. Finalmente, Maze finalmente vê o cara. Pata Branca olha de novo e vê um cara, começando a achar que o mamute se transformou em um cara. Ele insiste que eles vão para lá ver o cara. Maze sugere que ele vá até lá transformado em águia.

Kitiara recebe uma mensagem de Goro dizendo que ele já tem apoio logístico para o transporte dos membros da casa Iselsi.

Pata Branca se transforma em águia e vai para junto do cara. Kitiara recebe outro Infallible Messenger de um primo seu, Mokori, sobre a nova sede da casa Iselsi.

Pata Branca diz oi, e pergunta o que o cara faz por essas terras. Ele diz que está andando. pata pergunta se ele está indo até o Touro do Norte. Ele diz que não vai até ninguém, e pergunta o que ele e seus amiguinhos estão fazendo por ali. Pata diz que eles querem conversar com o Touro do Norte, para pedir ajuda. O cara diz que ninguém faz uma viagem longa assim só para conversar. Pata Branca diz que é um grupo estranho, mas que eles são legais. O cara responde que só é um grupo heterogêneo, e que sabe que eles são gente boa. Ele está curioso sobre eles e pede que Pata Branca o ajude a conhecê-los melhor. Pata conta a ele sobre a desabissalização de Tyrush, e diz que a origem das essências deles é dos Solares. O cara pára e pergunta como eles fizeram isso, e começa a rosnar. Pata Branca explica meio por cima. O cara diz que vai procurá-los de novo, vira um bicho voador estranho e sai voando, falando para Pata Branca ficar de bico calado.

Pata Branca volta ao grupo. Schwarzschild pergunta como foi o encontro. Pata explica que ele só era um Lunar curioso, e que se lembra dele de algumas lendas. Ele se lembra de ele ser casado. Maze pergunta o nome dele, mas Pata Branca não se lembra. A lenda diz que mataram a mulher Solar dele, e depois ele pirou e saiu matando todos os DBs e Siderais que via pela frente. Maze pede que Pata o chame de volta, mas ele explica que não dá. Schwarzschild diz que pessoas que matam Siderais não são gente de bem. Maze pergunta também por que ele resolveu sair de repente, e Pata responde que foi porque ele já tinha contado tudo.

Schwarzschild resolve ler o céu enquanto eles andam. A constelação em evidência é a do Músico.

Eles andam a noite inteira e no dia seguinte inteiro. Já não têm mais a sensação de estar sendo observados.

Ascending Air 20

À noite, eles montam acampamento. Schwarzschild lê o céu à noite inteira, sempre preparando as leituras para serem cada vez mais precisas. Eles caminham monotonicamente nos próximos dias, e Kitiara começa a passar muito frio.

Pata Branca ativa seu charm para esconder suas tatuagens.

Ascending Air 27

Eles param para acampar mais uma vez, dividindo a guarda em turnos como de costume. O último turno é de Kitiara. No amanhecer, quando os raios de sol atravessam as montanhas, ela, tendo aquela imagem fantasma dos olhos da Imperatriz em sua mente, vê que a montanha adquire o formato de um touro. A imagem dos olhos da Imperatriz cai bem onde seriam os olhos do touro.

Os outros acordam com os gritos histéricos de Kitiara. Schwarzschild vê a montanha em forma de touro, monumental e glorificada pelos raios do sol como se fossem uma aura. Maze diz que eles devem ter chegado à morada do Touro do Norte.

Ascending Air 28

Enquanto eles esperam, Kitiara treina com Maze, Schwarzschild vai estudar, Helmholtz vai caçar e Pata Branca vai com ele, advertindo-o que os alces são os animais símbolo da tribo do Touro do Norte. Pata Branca se transforma em um alce e fica por ali junto com os outros, argumentando com Schwarzschild que a melhor defesa é não estar lá.

À noite, Schwarzschild lê as estrelas. No dia seguinte eles vêem alguns vultos ao longe. Helmholtz diz que eles chegaram. O Touro do Norte se aproxima naquela pose "who the man? I the man!". Do lado esquerdo dele vem Samea. Junto deles há mais duas ou três pessoas, que eles não conhecem. Eles sentem a presença sobrepujante dele já de longe, e têm a sensação "que Maze que nada? Esse é o cara!". Ele pára a dez metros deles com os braços cruzados e uma cara de pôquer.

3 comentários:

  Nyarlathotep

qui jun 14, 11:59:00 PM 2007

cliffhanger, always a cliffhanger

  Leo Matheus

sex jun 15, 12:56:00 AM 2007

Virei super-gêmeo agora...
Eu não viro "água", até onde eu saiba =P

(pelo menos, até o Lunars 2nd edition)

Tmb não conheço ninguem chamando nunguem....

Constetação tmb é palavra nova no meu dicionário

E sim, eu sou chato =P

  Francisco

sex jun 15, 01:25:00 AM 2007

A culpa do cliffhanger não foi minha. O povo que quis ir embora =P