Grupo 2 - 25/07/07

Se a senhora tiver querendo...

Nexus, 21 de Ar Resplandecente

Ainda na taverna, o grupo termina sua refeição terminando de discutir como prosseguir. Kitiara diz que será fácil segui-los, pois os DBs não se escondem. Helmholtz se lembra de quando andou escondido junto de uma Wyld Hunt, mas isso não é mais possivel pois eles reconheceriam a Kitiara.

Saindo da taverna, o grupo vai atrás de um "rastro" da Wyld Hunt, ainda que provavelmente eles tenham ido via alguma estrada. Eles decidem pegar uma carroça, para guardar equipamentos e principalmente as daiklaves. O dono da estalagem vende a carroça mais simples, a de carga. Os 2 cavalos são razoáveis, e o dinheiro celestial do Schwarzschild paga tranqüilamente as despesas. Carregam a carroça com as coisas, e partem. Vão 3 pessoas na carroça, e Helmholtz vai montado em Pata Branca, transformado em cavalo. Helmholtz acha a trilha, e eles seguem em trote acelerado. 5 dias depois, na noite de 26 de Ar Resplandecente, o grupo vê uma mancha luminosa à frente, que é o acampamento da Wyld Hunt. Schwarzschild faz uma leitura, focando no Tyrush, para ver se a Wyld Hunt está mesmo atrás dele e onde ele vai renascer, Mas não vê nada de novo.

Kitiara percebe que alguém está vindo na direção do grupo. O grupo decide montar acampamento, e se fazer de mercadores com um batedor (o Helmholtz). Schwarzschild vê só uma movimentação lá no acampamento deles, mas ninguém vindo na direção deles. Helmholtz sai para caçar. Pata Branca fica pastando com os outros cavalos. Depois eles fazem turno para vigiar o acampamento. A noite passa e vai embora.

Eu peido nele

No dia seguinte, o grupo começa a levantar acampamento. Pata Branca percebe que chegou alguém novo no acampamento da Wyld Hunt, que trouxe informações novas, e que os soldados em geral do acampamento estão parados, ao contrário do planejado de sair pela manhã. O grupo começa a andar.

Quando chegam mais perto, uns guardinhas param o grupo: "Alto lá! Esta estrada está interditada". Kitiara reclama, dizendo que precisa ir para o norte, mas o guarda insiste que isso não é possível. Ao ser questionado qual o problema, ele diz que há um anátema no norte. Helmholtz pergunta se eles estariam seguros se acompanhassem o exército, mas o guarda diz que isso também não é possível. O guarda sugere que eles conversem com o capitão, caso realmente precisem passar.

O grupo (sem armaduras ou armas) entra no acampamento monstro da Wyld Hunt (grande como há tempos não se via). Enquanto andam, Schwarzschild vai prestando atenção nas condições do exército. Chegando na tenda do capitão, eles são admitidos (Pata Branca como cavalo fica para trás, cuidando da carroça). Dentro da tenda não há mapas táticos ou coisas do gênero, o que deixa a entender que esse não é o acampamento definitivo do qual partirão na caçada. Pata Branca lá fora vê um carinha bisbilhotando na tenda, escutando as coisas. Pata Branca se aproxima e relincha. O cara não liga, então Pata Branca solta uns peidos do lado dele. O cara faz uma careta, mas continua lá.

O capitão é um DB do vento, com uma aurazinha de vento ao redor. Kitiara diz que é bem necessário ir para o norte, e ele pergunta porque é tão necessário assim. Kitiara diz que estão indo para Sijan levar coisas para um funeral. O capitão aceita a desculpa e permite que eles prossigam viagem, falando pra eles tomarem cuidado devido a presença de alguns anátemas na região. Todos agradecem e saem. Lá fora eles sentem o cheiro ruim, mas o carinha não está mais lá. Eles voltam pra carroça e seguem viagem. Helmholtz pede que seja enviado um Infalible Messenger para seu irmão.

Galera, tem muitos débeis mentais perto de Nexus, acampados. Entramos em contato com eles dizendo ser mercadores, são cerca de 2000 pessoas entre DBs e humanos, e indo para o norte, talvez estejam rumando a Halta. É isso.


O grupo pára um pouco adiante, passa-se um dia, e a Wyld Hunt não se move. Schwarzschild tenta ler algo, mas não vê nada. Durante a noite ele ativa o Sistematic Understanding of Everything. Todos dormem. Todos acordam e seguem viagem, a passo reduzido. Em um dia de viagem eles saem da vista do exército. Escondem a carroça, Pata Branca vira águia e volta na direção do acampamento para ver o que aconteceu. Os soldados alí estão e não dão sinal de sair de lá. Ele volta, e conta tudo. Kitiara se lembra que esta região não é muito longe da região onde a casa dela irá ficar. Eles passam a noite, e Schwarzschild faz outra leitura, sabendo que é ainda mais ao norte que Tyrush vai renascer, e que sua exaltação está ligada a esta Wyld Hunt.

Enquanto o grupo empacota as coisas e prossegue viagem, Pata Branca vira águia novamente e volta ao acampamento da Wyld hunt tentar achar algo diferente. Mas não vê nada e volta pra junto do resto do grupo.

Eles viajam, viajam, viajam, viajam, viajam, viajam, viajam...

O Golpe

Estrada para Sijan, 21 de Ar Descendente

Depois de 4 semanas na estrada, Schwarzschild faz uma leitura e percebe que é neste lugar que Tyrush vai aparecer, em 2 meses. Marcam este lugar no mapa. Um pouco mais para a frente (1 semana de viagem) tem um vale onde será a futura sede da casa Iselsi. A noite passou. Pata Branca viu a lua cheia mas não aconteceu nada. Eles saem e vão em direção ao vale. Pelo caminho escutam um barulho, e chegando lá eles vêem uma cachoeira gigante, que cai num rio que corre para o oeste, sob as montanhas. O lugar lembra o vale de Gondolin. Schwarzschild e Kitiara percebem que o lugar é uma Demesne de aspecto água muito foda. Esse é o lugar que o primo da Kitiara achou. Schwarzschild percebe um pequeno acampamento lá perto. O grupo vai para perto ver, e lá são recebidos pelo Mokkori.

"Senhora líder, fico feliz que tenha recebido a minha mensagem e que pode vir até aqui". Ela diz que não podia esperar até chegar e ver o lugar. Mokkori fala que so falta algum arquiteto para construir as coisas, e Hankel vem logo à cabeça de Kitiara. Mokkori diz também que Goro está a caminho. Kitiara aprova a escolha, diz que seu grupo ficará para descansar, e também pergunta se ele sabe de algo da Wyld Hunt, ao que ele responde que não sabe de nada. Ficam lá esperando Goro chegar, o que demora 8 dias.

Ele chega junto com uma comitiva da casa, e fica feliz por revê-la. Diz que o resto da casa está a caminho: ele só veio na frente ver como estavam as coisas. Ela chama ele para um canto para conversa particular, e conta da comitiva da Wyld Hunt mais para o sul. Kitiara conta ao irmão sobre a desabissalização, e que seu amigo Tyrush está para renascer por alí. Ele diz que o que ele escutou é outra coisa: que houve um golpe na Ilha Abençoada. O regente conseguiu o apoio da casa Mnemon e tornou-se o novo Imperador. Com isso, unificando-se, o império está voltando ao seu poder de antigamente. E diz que o exército ao sul não é uma Wyld Hunt. Eles sabem que a casa desertou e que achou uma Demesne. Diz que quando o exército passou por Lookshy o povo de lá ficou desconfiado, e acabaram descobrindo de tudo, e agora estão mandando ajuda (que está vindo para a região da Demesne).

Ele conta também que algumas casas ainda estão contra o novo Imperador, mas ainda assim ele conseguiu juntar um apoio suficiente para mandar tal exército. Goro ainda diz que não sabia que a suposta Wyld Hunt estava tão próxima, e que não sabe quanto tempo vai levar para o exército de Lookshy chegar, e que veio na frente justamente para ver como estão as coisas. Kitiara chama seu grupo para contar as coisas. Schwarzschild diz, e Kitiara confirma, que a luta é inevitável. Ele diz também que, por estarem em número pequeno, e sem poder pedir ajuda, além do tempo curto, eles devem pensar ao máximo em como preparar o terreno a seu favor.

Enquanto conversam, Kitiara vê de relance um vulto no alto de um dos despenhadeiros. Ela usa Feeling the Dragon Bones e descobre que tem uma pessoa lá em cima da cachoeira. Ele se esconde e corre na direção sul. Por mais que o persigam, ele foge.

Um mês se passa enquanto eles fazem os preparativos para a grande batalha.

2 comentários:

  Daniel C. Guariento

ter jul 31, 12:10:00 PM 2007

Aê!!! Vou construir uma manseeeeee!!onze!!!!

Depois não reclamem que as minhas ações levam meses.

  Daniel C. Guariento

ter jul 31, 12:10:00 PM 2007

Alguém vai querer piscina na manse?

Quero sugestões.