Grupo 2 - 10/4/08

Bagunça na cidade...


Schwarschild e Kitiara descobrem que Nexus é uma zona generalizada cheia de tranqueira e a presença do Mask of Winters só piorou um pouco. Lifschitz passa um tempo organizando papéis na Guilda.


Helmholtz percebe que o cara está abrindo a porta e fica num canto do quarto. O cara entrou no quarto, ele não viu Helmholtz mas está ressabiado. Helmholtz vê que ele começa a procurar o que tem no quarto, ele olha para a janela e tenta pular para fora usando "Blurred Form Style", o cara vê e tenta acertá-lo enquanto ele pula, mas não teve sucesso. Helmholtz pula em outro prédio e fica na quina, para que o DB não o acerte. Helmholtz tenta acertá-lo com "Rain of Feathered Technique", quatro flechas o acertam, Helmholtz pulou de volta para ver o que aconteceu. O DB caiu com quatro flechas na cara e a galera na rua ficou em pânico geral, Helmholtz pula, pega a Daiklaive dele e pula no quarto dele novamente. Ele atira uma flecha de fogo no altar infernalista, ele brilha com uma chama esverdeada e depois some numa pequena explosão de fogo.


Reunião na Taverna


No final do dia todos se encontram na taverna. Helmholtz dá a Daiklave para Schwarschild e ele percebe que essa espada tem a mesma vibração das adagas encontradas junto com o corpo da Imperatriz. Helmholtz conta sobre o altar infernalista do DB e Schwarschild vê que a Daiklave está corrompida por ficar muito tempo em contato com essas coisas demoníacas. O grupo discute sobre o porquê de um DB como ele estaria macomunado com seitas demoníacas, ou isso seria culpa do Mask of Winters ou eles sabem da "merda" maior (da Imperatriz). Helmholtz conta com mais detalhes de como matou o DB. Eles ficam preocupados com o fato dele ter caído na rua e ficam alertas, alguém pode estar tentando encontrá-los e que esses DB's podem ser da Facção de Bronze.


Schwarschild conta que Nexus sempre foi um nó no tear do Destino, com micro Shadowlands, a Wyld, etc. e esse DB infernalista pode apontar essa piora de Nexus. Lifschitz conta que nos papéis da Guilda tem notas do Perfeito de Paragon e relatórios das caravanas sobre Halta e uma nova cidade que tem até uma Universidade. Kitiara quer avisar a Manse sobre essas notas e Schwarschild vai fazer uma leitura remota, Kitiara sai com ele para mandar um Infallible Messenger.


"Gostaria de avisar a todos que existem notas da Guilda de caravanas que passaram por Nexus falando sobre a existência da Manse, sobre a Universidade e o tamanho do lugar, inclusive que a Guilda sugeriram construir outposts aí perto. Fiquem atentos!


Iselsi Kitiara."


Apertem os cintos, as estrelas sumiram!!


Schwarschild tenta encontrar uma ligação entre infernalistas e os DB's, tentando saber se há uma influência disso nos nós de Nexus. Ele vê que que a linha da leitura está sob a constelação da Máscara, o que significa trapaça e enganação, e que muitos DB's de rank alto estão envolvidos nesse plot. Schwarschild também repara que as constelações do Sul estão sumindo. Kitiara ampara Schwarschild que quase tem um treco, e ele conta que algo muito sério está acontecendo e diz para eles voltarem para a taverna.


Schwarschild senta e conta as notícias, ele conta sobre a constelação da Máscara, que algo muito grande está sendo tramado debaixo dos panos com DB's de alto escalão, mas não conseguiu ver se algo disso tem a ver com a Imperatriz. Depois ele conta sobre o fato das constelações sumirem no sul, Helmholtz não entende por que isso é importante e Schwarschild conta que se isso está acontecendo significa que o Destino está seriamente comprometido e algo muito errado está acontecendo. Lifschitz conta que sua descrição vai correr por causa do seu trabalho, mas ele vai tentar manter um "lowprofile" e tomar cuidado para usar charms, pois se ele é muito eficiente a Guilda vai reparar nele. Kitiara e Schwarschild falam com Helmholtz para ele continuar a investigar o DB morreu e ver pra onde essa investigação vai levar. Kitiara pensa em se infiltrar nos DB's pra saber mais coisas sobre o cara que morreu e quais DB's ficam com ele.


Semana da investigação


Virou o dia e Lifchitz vai para Guilda continuar seu trabalho. Helmhlotz percebe que um DB novo chegou na cidade, soube que ele veio especialmente da Ilha Abençoada para investigar a morte do DB infernalista. Schwarschild vai para Yu-shan e no tear ele fica sabendo que o que ele viu no sul foi uma falha. Sobre a farsa dos DB's ele vê que tem muitos nós espalhados na Ilha Abençoada, e esses nós envolvem DB's de alto rank, se espalhando para todos os lados da Criação inclusive Nexus e ele não consegue ver padrões nisso, mas que os DB's tem ligação com os Siderais. Lupo e Ayesha não falam muito no assunto, só que "deve ser mais um golpe DB estúpido".


Kitiara puxa um papo, joga um charminho e surge o papo do DB que morreu. Eles não entendem porque esse DB, da casa Mnemon, veio da Ilha. Ela tenta descobrir sobre quem esse DB morto foi e descobre que ele não era muito importante, por isso que eles não entendem porque o DB fodinha da Ilha veio para investigar o caso. Kitiara já ouviu falar do DB que veio da Ilha, chamado Charoga, ele é um investigador muito famoso que só pega casos famosos de pessoas importantes, existe um folclore sobre ele mas ninguém sabe de onde ele realmente veio.


Schwarschild vai pesquisar especificamente sobre o DB que morreu no tear. Ele viu a vida toda do DB, até ele chegar em Nexus com amigos e morrer pelas flechas de Helmholtz. Ele não consegue descobrir nada sobre a Daiklave e o fato dele ser infernalista.


Todos voltam na taverna exceto Schwarschild, pra trocar informações. Lifschitz conta que achou 3 documentos que valiam a pena olhar com cuidado, um deles sobre o Vale Iselsi, com uma descrição e que teve uma ajuda do Touro do Norte, eles querem ficar de olho e vender para lá. A outra foi sobre a ligação entre o desenvolvimento do Sul de Halta com um culto ao Sol nesse local, eles ficam preocupados com os Anátemas no local e querem estabelecer contado pela região para fazer comércio e criar uma filial da Guilda. O que ele vê é que a Guilda quer se espalhar e tomar conta do comércio e ter ligações mais íntimas com esses locais em crescimento. Kitiara conta sobre o investigador DB.


Schwarschild chega junto com um Infallible Messenger de Henkel contando sobre um Behemoth (!!!) foi acordado e que eles precisam voltar para Chiaroscuro. Schwarschild e Kitiara sabem sobre o assunto e que esse Behemoth foi colocado para dormir por um círculo de solares da Primeira Era e esse spell criou a cadeia de montanhas em Gem. Eles fazem planos para voltar para Chiaroscuro e Lifschitz vê de sumir com os papéis da Guilda. Schwarschild faz outra leitura e percebe que as estrelas ainda somem.


"AWOOOGA!!!"


Durante a noite eles ouvem um barulho infernalmente alto, um "AWOOOGA!!!", como se o Juggernaut tivesse voltado e destruído a cidade. Ao acordar eles olham ao sul e vêem uma nuvem negra ao longe. Schwarschild fica preocupado mas não conta o que sente e diz a Lifschitz que eles precisam partir rapidamente. Toda a cidade está apreensiva com o acontecimento noturno e tem pouca gente na rua, toda a cidade está estranhamente quieta para os seus padrões.


Eles se encontram no Museu e entram um Yu-Shan. Schwarschild olha para o Sul e vê no tear que o sul está com os "fios soltos", como se a Criação estivesse se esvaindo ali. Schwarschild vai até Lupo, ele diz que um Conclave foi convocado e que Schwarschild tem que participar, eles comentam rapidamente sobre o Hercólubus e Lupo diz que o Conclave é sobre isso. Schwarschild diz que vai levar Kitiara, Lifschitz e Helmholtz para Chiaroscuro e depois volta.


Schwarschild deixa os demais no portal e volta para participar do Conclave.